Thursday, September 29, 2011

Seminário Cidadania e Redes Digitais 2011

(por e-mail)

Seminário Cidadania e Redes Digitais 2011
19 a 21 de outubro de 2011

Apoio
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Comitê Gestor de Internet do Brasil (CGI)
Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.BR)
World Wide Web Consortium (W3C)
Universo Online (UOL)

Realização
Universidade Federal do ABC/ Núcleo Ciência Tecnologia e Sociedade/ Grupo de Pesquisa sobre Cultura Digital, Redes de Compartilhamento
Universidade Metodista de São Paulo/ Faculdade de Comunicação/ Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social/ Grupo de Pesquisa URBEtic

Mesas temáticas
INTERNET: ENTRE A LIBERDADE E O CONTROLE
A mesa buscará discutir as características da comunicação digital em sua condição cibernética, ambivalente, bem como o que realmente possibilita para as liberdades individuais e coletivas na comunicação mediada por computador.

GOVERNOS ABERTOS E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO
As possibilidades abertas pelas redes informacionais e pelo aumento da capacidade de processamento dos computadores permitem redesenhar a ideia de transparência. A cidadania pode ser ampliada pelas novas formas de participação e os governos podem ser redesenhados pela cultura do open data.

EXPRESSÕES DO NOVO ATIVISMO: HACKERS E O INDIVIDUALISMO COLABORATIVO
Existem novas formas de mobilização a partir da emergência das novas tecnologias? Quem são os novos atores? A cultura hacker auxiliou o surgimento de ações democráticas? Ela é um entrave ou um apoio a ampliação da cidadania? Quais são as reações de controle ao ativismo e liberdade de expressão?

Palestrantes
Alison Powell é pós-doutora pela Oxford Internet Institute, pesquisadora da London School of Economics and Political Science, pesquisando sobre direitos na rede, políticas de governança da internet e culturas de código aberto. É doutora em estudo comunicacionais pela Concordia University (Canadá), mestre pela Ryerson University e York University.

Cristiano Ferri Soares de Faria é doutor em sociologia e ciência política pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos - IESP da Universidade Estadual do Estado do Rio de Janeiro – UERJ, mestre em políticas públicas pela Queen Mary College da Universidade de Londres e pesquisador associado do Ash Center for Democratic Governance and Innovation da Universidade de Harvard. Também especialista em ordem jurídica pela Escola Superior do Ministério Público do Distrito Federal e Municípios e em assessoria parlamentar e relações executivo-legislativo pela Universidade de Brasília, formou-se em Direito nessa mesma Universidade. No campo profissional, Cristiano é servidor da Câmara dos Deputados anos desde 1993, onde coordenado projetos de qualidade legislativa e democracia eletrônica. Entre tais projetos, foi o idealizador e gestor do projeto e-Democracia da Câmara dos Deputados de participação digital.

Fábio B. Josgrilberg possui graduação em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo, mestrado em Estudos da Mídia - Concordia University (2000) , doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (2006), com estágio pós-doutoral na London School of Economics and Political Science. Atualmente é Pró-reitor de Pós-graduação e Pesquisa, professor da Faculdade da Comunicação no Programa de Pós-graduação em Comunicação Social, líder do grupo de pesquisa URBETIC (http://www.metodista.br/urbetic), membro da comissão editorial do Wi-Journal of Mobile Media.  Integra o comitê internacional do Mobile Life. É líder do projeto de pesquisa URBETIC: um estudo comparativo de infovias municipais brasileiras, financiado pela FAPESP.

Fernanda Glória Bruno, doutora em Comunicação e Cultura pela UFRJ e Pesquisadora do CNPq. Coordena, desde 2005, a Linha de Pesquisa “Tecnologias da Comunicação e Estéticas” do PPGCOM/UFRJ e o CiberIdea: Núcleo de Pesquisa em tecnologias da comunicação, cultura e subjetividade/UFRJ. Áreas de pesquisa e interesse: tecnologias da comunicação e da cognição; dispositivos de visibilidade e vigilância; produção de subjetividades nas culturas moderna e contemporânea. Projeto de pesquisa atual (2007-2010): Visibilidade, vigilância e subjetividade nas novas tecnologias de informação e de comunicação (Apoio – CNPq).

Gabriella (Biella) Coleman é doutora em Antropóloga Socio-Cultural pela Universidade de Chicago, pesquisa sobre software livre e código aberto. Atualmente é professora assistente na NYU, no Departamento de Media, Cultura e Comunicação e está finalizando o livro “Coding Liberal Freedom: Hacker Pleasure and the Ethics of Free and Open Source Software” (em contrato com a Princeton University Press).

Henrique Antoun é pós-doutor pelo McLuhan Program in Culture and Technology da Universidade de Toronto (2006). Atualmente é professor associado 1, diretor do departamento de Fundamentos da Comunicação da Escola de Comunicação, vice-coordenador do Programa de Pós-Graduação de Comunicação e coordenador do grupo de pesquisa CIBERCULT - Laboratório de comunicação distribuída e transformação política - da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Foi Secretário Executivo da ABCIBER - Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura - de 2007 a 2009 e coordenador do grupo de trabalho "Comunicação e Cibercultura" da COMPÓS - Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Comunicação - de 2007 a 2009. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Teoria da Comunicação, atuando principalmente nos seguintes temas: cibercultura, comunicação, politica e ética.


Rodrigo Savazoni, realizador multimídia, jornalista formado pela Faculdade de Comunicação Social Casper Líbero, co-autor do livro CulturaDigital.br e diretor-geral do Festival Cultura Digital.Br (www.culturadigital.org.br). É  mestrando em Ciências Humanas na Universidade Federal do ABC, onde integra o grupo de pesquisa em Cultura Digital e Redes de Compartilhamento. Um dos criadores da Casa da Cultura Digital (www.casadaculturadigital.com.br). Um dos autores do webdocumentário Remixofagia - Alegorias de uma Revolução e do projeto Cinco Vezes Cultura Digital (http://cincovezes.culturadigital.org.br). 

Sérgio Amadeu da Silveira é sociólogo, mestre e doutor em Ciência Política pela Universidade de São Paulo. É professor adjunto da Universidade Federal do ABC (UFABC). Consultor de Comunicação e Tecnologia. Presidiu o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (2003-2005) e é membro do Comitê Gestor da Internet no Brasil. Pesquisa as relações entre comunicação e tecnologia, práticas colaborativas na Internet e a teoria da propriedade dos bens imateriais. Autor dos livros: “Exclusão Digital: a miséria na era da informação” e “Software Livre: a luta pela Liberdade do conhecimento”. Desenvolve trabalhos nos seguintes temas: exclusão digital, tecnologia da informação e comunicação, sociedade da informação, economia informacional, cidadania digital e Internet.

Vagner Diniz é gerente do W3C Brasil. CGI.br,  engenheiro eletrônico, com especializações pela Fundação Getúlio Vargas, São Paulo e Universidade de Genebra, Suiça. Tem larga experiência em governo eletrônico, tendo atuado na administração pública e dirigido o Instituto CONIP.

Endereço
Universidade Metodista de São Paulo, Auditório Sigma, rua Alfeu Tavares, 149, São Bernardo do Campo, SP

O evento contará com tradução simultânea e transmissão pela Internet via TV UOL.